Skip to content

I Fórum «Bibliotecas e Ludobibliotecas escolares abertas à comunidade»

Maio 12, 2013

semana

De 20 a 25 de maio, a Câmara Municipal de Cascais promove, com os agrupamentos de escolas e entidades parceiras, o programa Escola a Tempo Inteiro, que envolve a participação de 45 escolas, 29 jardins de Infância e 17 entidades e se constitui como um espaço de debate e reflexão sobre desafios e perspetivas na área da educação.
Um dos destaques do programa da  semana “Escola a Tempo Inteiro”  de 2013 será a realização do I Fórum «Bibliotecas e Ludobibliotecas escolares abertas à comunidade», onde se irá apresentar e debater a iniciativa inédita do município de Cascais de abrir à comunidade, aos fins de semana e nas pausas letivas, bibliotecas escolares de diferentes freguesias do concelho.

O Fórum decorre no dia 21 de maio, terça-feira, na Biblioteca Municipal de Cascais de S. Domingos de Rana, e tem o seguinte programa:
16h00 | Acolhimento | ‘À volta do que querem saber’
16h30 | Nota Introdutória | Vereadora Ana Clara Justino; Coordenador Interconcelhio da Rede de Bibliotecas Escolares, Carlos Pinheiro
16h45 | Conversas sobre: ‘Bibliotecas e Ludobibliotecas a Tempo Inteiro no Concelho de Cascais’
18h00 | Síntese | Vereadora Ana Clara Justino e Carlos Pinheiro
18h15 | Apresentação de peça de Teatro
As inscrições são gratuitas e deverão ser formalizadas mediante envio de ficha de inscrição para eti.died[arroba]cm-cascais.pt

Pelo fim do IVA na doação de livros

Julho 11, 2012

No decorrer da Universidade de Verão Santillana, José Jorge Letria anuncia a intenção de apresentar uma proposta no sentido de isentar de IVA as doações de livros. Até agora, se uma editora ou um autor desejarem fazer uma doação de livros a uma escola ou uma instituição serão obrigados a pagar o IVA correspondente, razão pela qual, muitas vezes, são obrigados a optar pela mais económica solução de destruir os livros que têm em armazém.

20120711-123037.jpg

Mestrado em Ciências da Educação – Especialização em Bibliotecas Escolares e Literacias do Séc. XXI

Junho 30, 2012

A Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Lisboa, abriu as inscrições para o Mestrado em Ciências da Educação – Especialização em Bibliotecas Escolares e Literacias do Séc. XXI.

Este Curso apresenta a valência de ser um Segundo Ciclo em Ciências da Educação, facultando, em simultâneo, formação especializada no que concerne às Bibliotecas Escolares/CRE. Atendendo aos dois ramos científicos presentes no mesmo (Ciências da Educação e Ciências Documentais), o prosseguimento dos estudos poderá ser feito, se essa for a escolha dos alunos, a nível do Doutoramento em Educação ou do Doutoramento em Ciências Documentais, ambos em curso na Universidade Lusófona, sendo este último realizado em convénio com a Universidade de Alcalá (Espanha).

 

A aprovação na parte curricular do Mestrado, realizada no 1º ano do Curso, confere a  Pós-Graduação em Bibliotecas Escolares e Literacias do Séc. XXI. Como este Curso se encontra certificado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua de Braga, os alunos poderão ainda requerer o respetivo Certificado, no final do 1º ano.

 

Este Mestrado apresenta, ainda, a mais valia de ser reconhecido, pelo Ministério da Educação, para efeitos de progressão na carreira docente nos grupos de recrutamento 100, 110, 200, 210, 220, 230, 240, 250, 260, 290, 300, 310, 320, 330, 340, 350, 400, 410, 420, 430, 500, 510, 520, 530, 540, 550, 560, 600, 610, e 620, da Educação Pré-Escolar, do Ensino Básico e do Ensino Secundário.

É igualmente possível frequentar cada uma das Unidades Curriculares, em Regime de Curso Livre, para obtenção e atualização de conhecimentos, sem a obrigatoriedade de realizar o Curso na sua totalidade, sendo, no final das mesmas, emitido um Certificado, com as horas e os créditos atribuídos a cada Unidade Curricular realizada.

Mais informações.

Estratégia digital para a biblioteca

Junho 29, 2012
tags:

“A Mãe Que Chovia” de José Luís Peixoto

Abril 10, 2012


Chega na sexta-feira às livrarias o livro de estreia José Luís Peixoto na literatura infantil. A Mãe Que Chovia conta com ilustrações de Daniel Silvestre da Silva e é editado pela Quetzal.

O nascimento de um livro [vídeo]

Abril 10, 2012

IAC-CEDI lança concurso escolar “Se o meu telemóvel voasse”

Janeiro 29, 2012

O IAC-CEDI, Centro de Estudos, Documentação e Informação sobre a Criança do Instituto de Apoio à Criança é a entidade promotora e organizadora do concurso escolar SE O MEU TELEMÓVEL VOASSE (ideia original do escritor José Fanha)  que decorre a nível nacional entre 1 de fevereiro e 31 de maio de 2012.

Este concurso visa premiar os melhores projetos desenvolvidos no âmbito da temática DIREITO À DIFERENÇA – EU MAIS TU.

Apelando à criatividade das crianças e dos jovens, o projeto pretende contribuir para a defesa da não discriminação consignada no artigo 2º da Convenção Sobre os Direitos da Criança.

O concurso destina-se aos alunos dos estabelecimentos de ensino público e privado que frequentem o ensino básico, secundário e profissional, no ano letivo de 2011-2012.

Os grupos de alunos constituídos para o concurso devem desenvolver projetos criativos com recurso ao telemóvel (fotografia e/ou filme) ilustrando a temática DIREITO À DIFERENÇA – EU MAIS TU com as seguintes orientações:

1º, 2º e 3º Ciclos:

Contar uma história através de 6 imagens, fotografias tiradas com telemóvel, unidas por um texto narrativo ou poético complementar.

 

Não se procura que o texto explique as imagens ou que as imagens ilustrem o texto, mas que se complementem e se iluminem.

Secundário:

Construir um percurso visual através de um pequeno filme acompanhado por palavras que o iluminem e tornem o seu sentido mais vasto e diverso, a partir de um guião previamente construído. 

 

Mostrar a contradição e complementaridade dos contrários e do seu jogo visual, físico e simbólico.

O prémio a atribuir a cada projeto vencedor será no valor de 250,00€ (duzentos e cinquenta euros) distribuído equitativamente pelos elementos que compõem a equipa sob a forma de cheque – prenda.

A escola do grupo vencedor receberá um prémio em livros.

O Banco Português de Investimento -BPI e a Leya patrocinam este concurso.

PROJETO E REGULAMENTO DO CONCURSO