Bibliotecas · Biblioteconomia · Coleção · RBE

Bibliotecas escolares: gestão, desenvolvimento e curadoria de coleções na era digital

Image1.png


Acaba de ser publicado pela RBE, da autoria de Manuela Barreto Nunes, um documento com as linhas orientadoras para a formalização de uma política de constituição e desenvolvimento da coleção.

O documento encontra-se organizado em cinco capítulos (Gestão, desenvolvimento e curadoria de coleções: conceitos, princípios e práticas, Critérios de seleção de recursos, Livros eletrónicos e edição eletrónica, A decisão na gestão e curadoria de coleções e Boas práticas em tempos de mudança), que cobrem os diferentes desafios que os profissionais da informação enfrentam atualmente no que concerne à gestão da coleção.

Inclui ainda como anexo uma folha de cálculo para avaliação da coleção.

RBE · recursos

70 anos da proclamação da Declaração Universal dos Direitos do Homem – propostas de atividades

pt-70_Years_UDHR_LOGO_PT_HORIZONTAL-1024x289

2018 assinala o ano da celebração dos 70 anos da proclamação da  Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) e dos 40 anos da sua publicação oficial em Portugal, bem como o 40.º aniversário da adesão de Portugal à Convenção Europeia dos Direitos Humanos (CEDH).

Na escola, a biblioteca constitui um espaço de encontro e diálogo entre pessoas, saberes e culturas, onde as experiências promotoras, quer dos valores da democracia, dos direitos humanos e do Estado de Direito, quer da prevenção de violações dos direitos humanos, constituem uma prioridade educativa. Com este propósito, a RBE apresenta um conjunto de propostas de ação que poderão contribuir para uma efetiva cultura dos direitos humanos.

Avaliação · MABE · RBE

Modelo de avaliação da biblioteca escolar

m2

Acaba de ser publicada uma nova versão do Modelo de avaliação da biblioteca escolar, que incorpora um conjunto de alterações e introduz novos reajustes, resultantes da inquirição aos professores bibliotecários e a grupos de reflexão, da análise dos resultados recolhidos no decurso do ciclo avaliativo 2014-2017 e da necessidade de reforçar aspetos que possibilitem a aferição fidedigna do trabalho realizado no âmbito do desenvolvimento das competências preconizadas pelo Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória.

O documento mantém a estrutura, a organização da informação e a intencionalidade pedagógica que o caraterizavam nas anteriores edições. Os domínios continuam a ser unidades parcelares de análise e de avaliação, que correspondem às áreas nucleares do trabalho da biblioteca. Cada domínio integra um conjunto de indicadores, a que correspondem fatores críticos de sucesso e toda a informação relativa aos processos avaliativos que se lhes aplicam.

1.º ciclo · RBE · recursos

Roteiro para uso da biblioteca escolar – Escolas do 1.º ciclo do ensino básico e jardins-de-infância

21184571_q6LzW

Com este documento, a RBE pretende apoiar os professores bibliotecários na organização, gestão e dinamização das bibliotecas escolares nas escolas do primeiro ciclo e nos jardins-de-infância, convocando os docentes para uma melhor apropriação desta estrutura, através da apresentação de propostas facilitadoras da utilização da BE por todos.

Apresenta-se como um instrumento de operacionalização de trabalho colaborativo entre o professor bibliotecário e os docentes, visando apoiar o desenvolvimento de um conjunto de competências gerais e transversais às diferentes áreas curriculares e conteúdos programáticos, em contextos diversificados, promovendo a biblioteca escolar como um ambiente de aprendizagem transdisciplinar e dinâmico.

CNL · Concurso Nacional de Leitura · PNL · RBE

Concurso Nacional de Leitura 2018-19

13aedCNL.png

Regulamento

A 13.ª Edição do Concurso Nacional de Leitura (CNL) decorre entre o dia 3 de outubro de 2018, data oficial de abertura, e o dia 25 de maio de 2019, dia da grande final, em Braga.

O objetivo central do Concurso Nacional de Leitura é estimular o gosto e os hábitos de leitura e melhorar a compreensão leitora. A iniciativa tem como destinatários alunos dos 1.º,2.º, 3.º ciclos do ensino básico e alunos do ensino secundário.

Cabe ao Plano Nacional de Leitura 2027 (PNL2027) a iniciativa e o desenvolvimento do CNL, ao longo de quatro fases consecutivas:

Fase Escolar – engloba as provas nas escolas, fazendo intervir as Bibliotecas Escolares, com o apoio das Bibliotecas Públicas Municipais;

Fase Municipal – engloba as provas nos municípios, fazendo intervir as Bibliotecas Públicas Municipais, com o apoio das Bibliotecas Escolares;

Fase Intermunicipal – engloba as provas no território das Comunidades Intermunicipais (CIM) / Áreas Metropolitanas de Lisboa (AML) e do Porto (AMP), Regiões Autónomas dos Açores (RAA) e da Madeira (RAM), fazendo intervir as Bibliotecas Públicas Municipais, com o apoio das Bibliotecas Escolares;

Fase Nacional – conta com a participação de todos os parceiros e é constituída por uma prova que apurará cinco finalistas em cada nível de ensino, os quais serão, na cerimónia final, ordenados em função da avaliação de um júri nacional, a constituir para o efeito.

Como em edições anteriores, o PNL2027, com o propósito de dar a esta celebração da leitura e da escrita um caráter mais universal e significativo, articula-se com a Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), com a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), com o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua (Camões, IP), com a Direção-Geral de Administração Escolar/Direção de Serviços de Ensino e das Escolas Portuguesas no Estrangeiro (DGAE/DSEEPE) e com a Rádio Televisão Portuguesa (RTP), responsável pela cobertura televisiva do evento.

A participação no concurso está aberta às escolas do Continente e das Regiões Autónomas dos Açores (RAA) e da Madeira (RAM), das redes pública e privada que a ele aderirem, através da inscrição de alunos de todos os ciclos de ensino – 1.º ciclo / 2.º ciclo / 3.º ciclo / ensino secundário. Está igualmente aberta aos alunos das Escolas Portuguesas no Estrangeiro (EPE) da área de influência da Direção-Geral de Administração Escolar/Direção de Serviços de Ensino e das Escolas Portuguesas no Estrangeiro (DGAE/DSEEPE) e aos alunos da rede de Ensino Português no Estrangeiro (EPE) do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua (Camões, IP).

Bibliotecas · MIBE · RBE

Eu ♥ biblioteca escolar | MIBE 2018

mibe

A partir do tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para o International School Library Month (ISLM) em 2018, “Why I love my school library”, a RBE procurou uma formulação que melhor traduzisse para a língua portuguesa a ideia transmitida, optando-se por uma linguagem híbrida em que todas as gerações se reveem: “Eu ♥  biblioteca escolar”.

Como habitualmente, o Dia Internacional da Biblioteca Escolar será assinalado na quarta segunda-feira de outubro, dia 22.

Para além das propostas da IASL disponíveis aqui, a Rede de Bibliotecas Escolares lança o habitual desafio, para assinalar o Mês Internacional da Biblioteca Escolar (MIBE) e celebrar a importância das bibliotecas e de tudo o que têm de bom.

Mais informações aqui.