Ebooks · Livros

Ebook e livro gratuito: «Talvez uma App», de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada

No âmbito do seu Programa de Educação Financeira, a Associação Portuguesa de Seguradores (APS) acaba de lançar o novo livro Talvez uma App, da autoria de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada.

Tendo como tema central a inovação digital e as oportunidades profissionais que esta área oferece, esta nova publicação é dirigida, sobretudo, aos jovens do 3.º ciclo, e tem como objetivo dar também a conhecer, de forma didática, as soluções de proteção que o setor segurador disponibiliza.

O livro encontra-se disponível, gratuitamente, em formato digital, na página Educação e Cidadania, no Portal da APS (de se encontram disponíveis igualmente ouros títulos sobre cidadania). As Bibliotecas Escolares poderão obter um número limitado de exemplares em papel. Para o efeito, deverão contactar a Associação por email: comunicacao@apseguradores.pt (Gabinete de Comunicação e Relações Públicas).

Bibliotecas · Leitura · Livros

10 livros nos quais as bibliotecas são protagonistas

Na data em que se assinala o Dia Internacional da Biblioteca Escolar, deixamos aqui dez livros que têm as bibliotecas como protagonistas, muitos deles autênticas obras-primas da literatura mundial.

A Biblioteca à Noite

de Alberto Manguel

A partir da sua mítica biblioteca pessoal, Alberto Manguel, um dos mais conceituados bibliófilos do mundo, conta-nos tudo o que sabe sobre a história, o fascínio e os enigmas das bibliotecas. Ao construir a sua biblioteca com mais de 40 mil livros num antigo presbitério em França, Alberto Manguel debateu-se com as mesmas questões de um qualquer bibliotecário caseiro: é melhor dividir por línguas? A ordem alfabética será a mais prática? Os géneros não deviam estar agrupados?


O Nome da Rosa

de Umberto Eco

A ação desta obra-prima de Eco decorre num mosteiro beneditino, na Itália medieval, onde Guilherme é chamado para investigar a misteriosa morte de um dos monges, Adelmo de Otranto. No entanto, a morte de Adelmo é apenas a primeira de uma sequência de sete mortes, que ocorrem em sete dias consecutivos e, todos os acontecimentos parecem estar ligados a um dos lugares mais misteriosos do mosteiro, a biblioteca, uma estrutura labiríntica distribuída por 56 divisões, cada uma associada a uma letra que, por sua vez, corresponde a uma região geográfica.


A Biblioteca

de Zoran Živkovic

«Segundo parecia, sempre que abria aquele livro estava perante um novo romance, inédito e genial. Comecei a abri-lo e fechá-lo rapidamente. Enfeitiçado, observava os títulos a substituírem-se uns aos outros. De repente, parei a meio de um movimento. O que acontecia com uma obra depois de eu fechar o livro? Com a minha precipitação infantil tinha perdido para sempre várias obras-primas em potência da literatura universal.» Esta antologia do sérvio Zoran Živkovic é composta por seis breves narrativas em que as bibliotecas são protagonistas, desde uma biblioteca virtual que tem todas as respostas, a uma que serve de castigo eterno e a uma tão requintada que não aceita edições de bolso.


Ficções

Jorge Luis Borges

Quando se pensa em bibliotecas na literatura, uma das primeiras que nos ocorre será inevitavelmente a de Babel, uma biblioteca quase infinita, constituída por livros que apresentam todas as combinações possíveis de letras. «A Biblioteca de Babel» é apenas um dos contos de Ficções, um dos livros mais representativos da obra borgesiana e exemplo da grandeza e do génio de Jorge Luis Borges.


Bibliotecas Cheias de Fantasmas

Jacques Bonnet

Tem medo de morrer durante o sono esmagado pela sua biblioteca? A acumulação de livros coloca a existência da sua família em risco? Arruma os livros por tema, língua, autor, data de edição, ou formato, ou segundo um critério que só você conhece? Poderemos pôr lado a lado na estante dois autores irremediavelmente desavindos?

Em jeito de confissão,  Jacques Bonnet descreve os seus peculiares hábitos de bibliófilo, a ordem da sua imponente biblioteca e a impulsão que o levou a angariar mais de 40 mil livros. Um desabafo que é também uma homenagem ao poder da palavra escrita.


Longe da Terra

Rebecca Makkai

Lucy Hall esconde um coração inquieto sob uma aparência tranquila. O seu maior desejo é de liberdade. A sua maior paixão é a literatura. A decisão de aliar ambos leva-a a aceitar um emprego na minúscula biblioteca de uma cidade perdida no interior dos Estados Unidos. Mas o anonimato bibliófilo de Lucy é posto em causa no dia em que encontra uma criança furtivamente acampada na biblioteca.


A Bibliotecária de Auschwitz

Antonio G. Iturbe

Num lugar onde os livros são proibidos, a jovem Dita esconde debaixo do vestido os frágeis volumes da biblioteca pública mais pequena, recôndita e clandestina que jamais existiu. No meio do horror, dá-nos uma maravilhosa lição de coragem: não se rende e nunca perde a vontade de viver nem de ler porque «abrir um livro é como entrar para um comboio que nos leva de férias».


A Biblioteca dos Livros Proibidos

de Tom Pugh

Janeiro de 1562. A Europa é o epicentro de uma verdadeira luta entre a luz e as trevas. Em Moscovo, Matthew Longstaff tenta cumprir a missão que lhe foi confiada: roubar um livro da biblioteca privada de Ivan, o Terrível. Longstaff trabalha para os Otiosi, um grupo clandestino de livres-pensadores determinado a manter acesa a chama do livre-pensamento que começa a expandir-se por toda a Europa. Também a trabalhar para os Otiosi encontra-se o médico e aventureiro Gaetan Durant, encarregado de obter um palimpsesto raro.


Os Homens que Salvavam Livros

de David E. Fishman

Esta é a história verdadeira e quase inacreditável de um grupo de poetas e intelectuais residentes no gueto de Vilna – a Jerusalém da Lituânia – que arriscaram a vida para resgatarem milhares de livros e manuscritos apreendidos por nazis e soviéticos.


A Biblioteca da Morte

de Glenn Cooper

A ação decorrer em três épocas, ano de 777, pós-Segunda Guerra Mundial e nos nossos dias. Tudo começa quando um assassino em série inicia uma série de mortes. Nada une as vítimas a não ser um postal que todas receberam onde são informadas do dia e da hora em que vão morrer. É designado para o caso um agente lendário do FBI com um passado conturbado, um problema com bebida e nada a perder. Acaba por descobrir-se que o segredo para tão estranho comportamento está encerrado numa biblioteca de um convento que originou uma série de mortes em 777.

Eventos · Leitura · Livros · PNL

ManiFESTA-te pela leitura! – Dia Mundial do Livro

Para comemorar o Dia Mundial do Livro, o Plano Nacional de Leitura 2027 vai realizar uma grande marcha pela leitura, um momento festivo de celebração do livro, dos autores e dos leitores. O desfile realiza-se em Lisboa, no dia 23 de abril, às 14h30, partirá da Praça Luís de Camões e seguirá pelo Chiado, com paragens para leituras em voz alta nas livrarias BD Mania, Bertrand, Férin e FNAC. O desfile será acompanhado por músicos e por artistas do Chapitô. Todos ao Chiado!
Literatura infantil · Livros

«A Contradição Humana» seleccionado para a lista de honra do IBBY

O álbum infantil A Contradição Humana, de Afonso Cruz (Caminho 2010, foi seleccionado para a lista de honra do IBBY (International Board on Books for Young People).
«A lista de honra do IBBY (International Board on Books for Young People) é uma selecção bienal de livros notáveis para crianças e jovens recentemente publicados. Homenageia escritores, ilustradores e tradutores dos países membros do IBBY, organização internacional presente em setenta países de todos os continentes. Os títulos nomeados são seleccionados pelas secções nacionais. A lista completa é publicada em livro, e sete exposições dos livros circulam simultaneamente por todo o mundo», revelou a Caminho através de um comunicado.

Recorde-se que A Contradição Humana foi já seleccionado para a exposição The White Ravens 2011, recebeu o Prémio Autores SPA/RTP 2011 para Melhor Livro Infantil-Juvenil e está nomeado na categoria Melhor Ilustração para Livro Infantil no 22.º Festival Amadora BD.