Skip to content

Kant e as Luzes, com José Barata Moura, na BMO

Janeiro 15, 2009

Integrado no ciclo de conferências 10 Luzes num Século Ilustrado – dos muitos e variados projectos previstos para as Comemorações dos 250 anos do Concelho de Oeiras – decorrerá amanhã, dia 16 de Janeiro, às 21H30, no Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras, a conferência sobre Immanuel Kant, pelo olhar de José Barata Moura e Paula Moura Pinheiro.

Immanuel Kant (1724-1804) é considerado, de forma inequívoca, o grande pensador da modernidade e é autor das tão aclamadas e célebres três Críticas – a da razão pura, a da razão prática e da faculdade do juízo –, obras inevitáveis no pensamento filosófico dos últimos dois séculos e, certamente, incontornáveis no pensamento futuro. É, por isso e a justo título, um ilustre representante do Iluminismo, indiscutivelmente um dos seus pensadores mais influentes, enquadrando-se no chamado “espírito do tempo”. Um dos apanágios deste Século Iluminado (da apologia do optimismo e da razão) foi, justamente, o de apresentar o homem como senhor e conhecedor da natureza, preconizando a ciência da ordem natural como modelo de todas as coisas, mas foi também o de entender a razão como instrumento de crítica e a crítica como condição de mudança.

Para além disso, Kant era um grande leitor e exegeta do seu tempo, dedicando uma atenção redobrada a todos os acontecimentos que ocorriam no mundo de então. Uma faceta e postura que contraria, aliás, essa imagem de asceta intelectual, isolado e pouco comunicativo. Exemplo disso mesmo são as inúmeras reflexões realizadas em torno de acontecimentos revolucionários da história geográfica como é o caso do terramoto de Lisboa de 1 de Novembro de 1755 (acerca do qual escreveu três ensaios publicados nos primeiros meses de 1756), de acontecimentos revolucionários da história humana, como a Revolução Francesa (1789) ou a Revolução Americana (1776) ou, ainda, o que se passava nas mais remotas paragens do globo e que conhecia pela voraz leitura de relatos de viagens.

Seria, ainda, autor da apreciação positiva mais geral deste movimento do Século XVIII Europeu que procura responder à pergunta “Que é o Iluminismo” (“Was ist Aufklärung?”). É célebre a sua afirmação que se transformou na divisa deste período incontornável da história do pensamento humano: Spare, aude! Atreve-te a pensar! Tem a coragem de te servires do teu próprio entendimento.

Immanuel Kant é, assim, uma das Luzes que abrirá este Ciclo pela voz de José Barata Moura e com a moderação de Paula Moura Pinheiro.

Informações e inscrições:
21.440.63.36 – B.M.Oeiras

Advertisements
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: